Pular para o conteúdo principal

Papa deixa mensagem para classe política e Rio passou no teste da jornada, avalia Carvalho

28/07/2013 - 19h14



Rio de Janeiro – O papa Francisco deixou uma mensagem aos políticos durante sua passagem pelo Brasil: de que é preciso valorizar a simplicidade e o serviço, em detrimento da carreira. A avaliação foi feita pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, ao chegar para a cerimônia de despedida do pontífice, na Base Aérea do Galeão.
¨Foi fortíssima [a mensagem para a classe política]. Quando ele chega aqui no Galeão e em vez de entrar em um carro preto blindado entra em um carro de classe média e quando ele se aproxima do povo, quando ele não tem medo do povo, quando fala que é importante o pastor ter o cheiro da ovelha, ele dá uma enorme lição para nós. De que a política não pode ser carreira, tem que ser serviço ao povo. É uma lição que eu espero que todos nós aprendamos. A gente tem que ter a humildade e a simplicidade de acolher esta palavra e deixar que ela nos questione".
Antes de chegar à base, Carvalho disse que os resultados da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) ficaram acima do que era esperado. “Na avaliação do governo, foi muito acima do que esperávamos. A presidenta [Dilma Rousseff] estava muito satisfeita e a gente vê pelas pessoas nas ruas. Claro que houve problemas de infra-estrutura e logística. A cidade é submetida a um estresse enorme de botar mais de 2 milhões de pessoas, mas pensando que foi o maior evento já realizado no Rio de Janeiro. O significado maior que fica para mim é essa injeção de energia positiva. Acho que o Brasil ganhou um presente”, completou, acrescentando que os problemas não apagaram o sucesso da jornada.
Para Gilberto Carvalho, em qualquer lugar do mundo, é impossível ter um público tão grande sem ter filas e aglomerações.“Eu fiz um teste e conversei com as pessoas. A sensação é que foram bem acolhidos. Esse negócio de terem ficado em casa [hospedagem de peregrinos e voluntários em casas de brasileiros] revela muito a cultura do brasileiro. Estavam muito felizes. Acho que o Rio passa neste teste. Não tenho dúvida alguma”, analisou.
Para outros eventos no país, ficou a experiência que é preciso planejar tudo com antecedência. “A gente tem que ir aprendendo a cada evento. Nenhum será tão grande como este. Nem Copa do Mundo e nem Olimpíadas vão trazer tanta gente para uma única cidade. Acho que para o Brasil foi muito bom, também, um evento com este aspecto positivo de alto astral. Nós estávamos em uma coisa muito de baixo astral, muito de protesto, que é muito bom e necessário, e acho que a jornada complementa as manifestações”, concluiu.
Ele disse que a juventude brasileira recebeu uma injeção de força com a vinda do papa. "Não é apenas para quem estava aqui. Acho que ela [juventude] recebe uma injeção de que é possível você mudar a sua vida e se engajar, ser responsável socialmente. Essa ligação ele faz entre a fé e o engajamento social é muito importante. Ter fé significa ter responsabilidade social".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeito Cristino sofre derrota na Câmara por unanimidade

No último dia 26 de junho de 2017, em sessão plenária da Câmara municipal de Araioses, foi derrubado o veto do prefeito pelos vereadores da lei do TFD (tratamento fora do domicilio). O projeto original de autoria do prefeito Cristino, regulamentava o tratamento apenas no Estado do Maranhão, mas sofreu emendas na Câmara por vereador Igran da base aliada que foi aprovado por todos o vereadores oposição e situação garantindo aos Araioses o tratamento em todo território brasileiro. Embora fosse um desejo do executivo manter o TFD apenas no Estado do Maranhão, embora todos saibam que a referência em saúde em nossa região é a capital do Piauí Teresina, os vereadores consciente do seu papel jamais poderiam deixar que houvesse um retrocesso, já que o município de Araioses não faz nem pequenas cirurgias. Em contrapartida o prefeito vetor a emenda mantendo o texto original, TFD, apenas no Estado Maranhão. Na sessão do dia 26 estavam presentes os seguintes vereadores: Igran, Professor Arnaldo…

SINDSEPMA, CONVOCA SERVIDORES PARA AJUIZAR AÇÃO NA JUSTIÇA PELO NÃO REPASSE DAS CONTRIBUIÇÕES DO INSS

COMUNICADO SINDSEPMA
 O SINDEPMA, vem comunicar aos sócios que se apresentem juntamente ao sindicato munidos dos documentos necessários para ajuizamento de uma AÇÃO JUDICIAL em virtude de não estar havendo o repasse previdenciário dos servidores públicos para Autarquia Federal INSS. Segue a relação de documentos necessários:
-Documentos pessoais (RG, CPF, PIS-PASESP); -Comprovante de residência; -Cópia da carteira de trabalho (somente se trabalhou com carteira assinada); -Cópia do Termo de Posse, Decreto e Portaria; -Cópia dos contracheques (se possível dos meses que não houve repasse, juntamente com o atual); -CNIS Geral (retira-se no INSS).

SINDSEPMA CONTESTA OFICIO DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO QUE JUSTIFICA O NÃO PAGAMENTO DO REAJUSTE DOS PROFESSORES

O SINDSEPMA,  ATRAVÉS DE SUA DIREÇÃO  CONTESTA O OFICIO CIRCULAR DIVULGADO PELA SEMEA (SECRETARIA  MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO  DE ARAOISES ), QUE AFIRMA NÃO TER PAGO O REAJUSTE DOS PROFESSORES EM FUNÇÃO DO MEC NÃO TER SE PRONUNCIADO ATRAVÉS DE PORTARIA ESPECIFICA. EMBORA O VALOR DO REAJUSTE TENHA SIDO DIVULGADO AMPLAMENTE NOS MEUS DE COMUNICAÇÕES E NO PORTAL DO MEC , E NOTIFICADA POR ESTE  SINDICATO ATRAVÉS DOS OFÍCIOS 01 E 07  DE JANEIRO DE 2014,   O  MUNICÍPIO NÃO REPASSOU O REAJUSTE 8,32% AOS DOCENTES NOS SALÁRIOS DE JANEIRO. DIANTE  DO OFÍCIO DIVULGADO NAS ESCOLAS PELA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO , O PRESIDENTE DO SINDICATO  CONSULTOU O MEC SOBRE  O ASSUNTO.VEJA RESPOSTA