Pular para o conteúdo principal

Ministério Publico pede apoio para aprovação da PL, Familia Acolhedora


A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

Na Sessão da Câmara Municipal desta terça feira 04/04/2017, foi encaminha PL família Acolhedora onde contou na tribuna com a presença da representante do Ministério Público Drª Samara que discorreu sobre a importância deste projeto de lei para sociedade de Araioses. 

A Família Acolhedora é uma oportunidade que as famílias previamente selecionas,  após estudo de viabilidade   ajudar e proteger uma criança, um adolescente e um  jovem de condições  de vulnerabilidade, não é adoção, mas um acolhimento até que essa criança , adolescente ou jovem possa retornar a sua família de origem ou até mesmo ser levada a adoção. A familiar acolhedora não vai a adotar, vai acolher  da amor carinho e atenção por um período que pode durar no máximo 2 anos.

Família Aconselhadora é símbolo de solidariedade com a pessoa humana. Após o apelo e as explicações e questionamento pelos vereadores a representante do MP. a Câmara unanime aprovou o projeto de lei que seja o começo de novas oportunidades às crianças , adolescente e jovens que estejam necessitando do acolhimento, amor de uma família que esteja disposta e preparada para recebe-la e ajud-la a sentir bem acolhida e amada.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Onde está a mídia nacional Rede Globo, Record que só divulga tragédias do muncipio de Araioses ?

Araioses um dos municípios mais pobre do Brasil Prefeito sofre dois pedidos de impeachment, mas são suspensos.



A Araioses um dos municípios mais pobres do Brasil, prefeito faz a festa com o dinheiro público. Embora a Câmara Municipal tenha aberto dois pedidos de impeachment, os dois estão parados. 

O povo sofre com a falta dos serviços públicos, os estudantes prejudicados com a decadências e falências da educação, irregularidade no transporte, merenda e prédios sem nenhum atrativo para os estudantes e sem estrutura de trabalho para os professores;  na saúde publica  UBS praticamente abandonados:   sem iluminação pública um cenário propício para as tragédias tão bem noticiadas pela mídia nacional. 
Comissões processantes com relatório de auditoria do Tribunal de Contas do Maranhão mesmo assim estão suspensas pelo poder judiciário. O povo está com baixa estima desacreditado com tantos desmandos no município sem que nada aconteça para punir os culpados. 
A população pede socorro a Mídia na…

Lei 007/2017 que dispõe sobre contratação de pessoal por tempo determinado proíbe prefeito Cristino de contratar sem seletivo público.

Toda e qualquer a de pessoal para atender a necessidade emergencial temporária do munícipio de Araioses, deve ser convocada por Edital para realização de seletivo. amplamente divulgado nos meios de comunicações oficiais  Isso evita o apadrinhamento e garante direitos iguais a todos os cidadãos que desejam participarem da seleção para preenchimento de vagas temporário. O munícipio de Araioses através do prefeito Cristino vem cometendo crime de responsabilidade por contratações indevidas. Segundo o informante do Blog algumas ações serão tomadas para coibir os excessos, inclusive o prefeito será denunciado se continuar a contratar ilegalmente. 
As denuncias estão sendo preparadas para o MP e o tribunal de contas do Estado TCE, por descumprimento da gestão democrática , onde o prefeito escolhe apenas os seus, tirando o direito de quem de fato tem competência para exercer o cargo publico.
No edital de convocação do seletivo deve ser informada a quantidade de vagas para cada cargo, evita…

TCE ENTRARÁ COM PEDIDO DE INTERVENÇÃO EM ARAIOSES

O Tribunal de Contas do Estado (TCE)  declarou, em Sessão Plenária realizada hoje, 18/04, a incomplacência do prefeito de Araioses, Cristiano Gonçalves de Araújo. O gestor foi o único prefeito a não cumprir a obrigação constitucional de prestar contas.
No caso de Araioses, o Tribunal de Contas do Estado (TCE), conforme determina a Constituição Federal, no artigo 35, entrará com pedido de intervenção no município junto ao Ministério Público Estadual (MPE), instituição responsável por solicitar a providência ao Poder Judiciário, que apreciará o pleito e, se for o caso, encaminhará o pedido ao Poder Executivo.
Após a declaração de incomplacência, os gestores que não obedeceram a determinação constitucional de prestar contas ficam sujeitos a diversas consequências legais, além da decretação da Tomada de Contas Especial, na esfera do TCE. Tomada de Contas é o procedimento por meio do qual o TCE levanta no município as contas que foram sonegadas, à revelia do gestor que cometeu a ilegalida…